Algumas pessoas até podem achar suas “pintinhas” um verdadeiro charme, mas em alguns casos elas podem ser sinais de problemas mais graves. Aí é importantíssimo que o médico esteja atento aos sinais e faça a retirada de pinta.

A participação do paciente também é fundamental. Caso ele mesmo tenha notado alguma alteração nas suas pintas, é preciso considerar essa informação. Aqueles sinais que, com o tempo, sofreram mudanças significativas precisam ser investigados.

Por exemplo:

- alteração de cor (pintas que ficaram escuras ou apresentaram múltiplas cores).

- alteração no tamanho (elevação, crescimento ou diminuição).

- alterações ao redor da lesão (clareamento, vermelhidão ou inchaço).

- alterações sensitivas (ardência, queimação, coceira ou sensação estranha).

- sangramento.

- surgimento de novas lesões.

RETIRADA DE PINTAS - CRI

R$ 550,00Preço